POSTAGENS

quarta-feira, 17 de julho de 2013

SOMOS PONTES OU REPRESAS?

"Entre nós se há rios de problemas, situações e ocorrências, as quais nos submetem a fazermos escolhas de comportamentos! Quase sempre somos deparados com dificuldades, circunstâncias e situações embaraçosas, que nos leva a adicionar, aumentar ou transgredir conceitos naturais! Na verdade, somos apressados e moralistas, desejando ardentemente resolver as coisas de maneira rápida e desempatada, na ânsia de nos fartar de crescentes sucessos, e pra já! Todavia, é de suma importância nos auto-disciplinarmos primeiro, uma vez que o mundo está cheio de parasitas e humanoides! Quando somos postos diante de nós mesmos, fica difícil distinguirmos parâmetros ou caminhos seguros, que sejam fundamentais para o nosso progresso e crescimento! Daí, pela pressa que se faz o tempo, vamos nos frustrando e perdendo o ânimo de vida! Assim, nesses termos confusos e problemáticos nas quais passamos diariamente, usaremos represas ou pontes como pontos de auxilio? Pois bem! A primeiro momento, é sempre bom lembrar que os resultados obtidos descenderão de simples escolhas! Mas, como nos refugiar dos problemas que nos assolam diariamente? Antes de tudo, confrontaremos uma coisa a outra, para determinarmos se realmente existem semelhanças ou diferenças entre pontes e represas! 
Sabemos que as represas possuem desvantagens em relação as pontes, porque acumulam o máximo de águas, limitando a sua quantidade, cursor e espessura; enquanto que as pontes aliam-se a acessos separados por rios ou obstáculos naturais! Assim, sumarizando essas circunstâncias, podemos concluir que as represas "barram" e as pontes "interligam".
De modo figurativo, vamos dizer que "as águas" sejam os nossos problemas, dúvidas e dificuldades, e que as pontes ou barreiras sejam "as nossas escolhas"! Assim, coligados nessa definição, é sempre bom agir com cautela, decidindo exatamente o que usar, se por meio de pontes ou represas! Acha difícil? Claro que não; ligando o fato que não se é inteligente impossibilitar os problemas usando represas ou barragens!  Além de que, apesar de muitos resistentes, as represas podem não suportar tamanho peso, facilitando a sua fenda e resultando em consequências catastróficas!
Por isso, seja sábio em escolher as pontes, porque, além de serem muitos comuns, tem uma altura calculada entre a passarela e as saliências das águas (problemas), de forma a facilitar à passagem (pelos problemas) com maior segurança! Doravante a isso, não acumule questões sem soluções entre barragens, assim como as águas que ali ficam retidas; e sim, dissolve-os pouco a pouco entre as pontes! Transite sobre os problemas, os deixando abaixo de você, como as águas em grau inferior que as pontes, e nunca os detenha ou impeça o seu desenvolvimento! As represas são nada mais que acúmulos de tempestades, enquanto que as pontes nos permitem passar sobre qualquer tipo de obstáculo; indicando, por meio de ligação, cada uma das curvas ao qual teremos que percorrer, nos arriscar e nos submeter, a fim de alcançarmos, finalmente, o nosso destino proposto! É sempre bom lembrar que a qualidade do sabedor vem da prudência, e a prudência evita todo perigo!"  
                                                                             Gláucia Cardoso