POSTAGENS

sexta-feira, 26 de abril de 2013

A VISÃO DE UM MENINO DE RUA - REALIDADE OU MITO!! (É ASSIM A IDEIA TRANSCENDENTAL DE UM ESCRITOR INSPIRADO, E À FORMA A "QUE" OU "QUEM" SE EMPREGA)

"Num livro a bordo descansado à cabeceira da cama, tópicos sentenciam as putrefações de seu protagonista! Um pobre rapaz pardo, desajeitado e de falhos sobre a barba, nada entende-se de genealogia ou sobre a vida! Está desesperadíssimo! Sobre os lábios ressequidos, um pito de cigarro fedorento encerra-se no seu crematório, deixando os olhos vivos e apimentados! Não está só, porém, vive guiado por gênios travessos! As indicações que tem na mão são feitas por homens de rua, por bússolas ou por revistas! Nunca existiu vínculo com a família, vivendo em ruptura total e desnecessária! O desgraçado álcool que consumira os pais, também traga-o noite e dia! Encontra-se aos farrapos, marginalizado pelo analfabetismo e pelo descaso público!! Poucos o acolhem, devida imundície e porcaria física! O vício é seu melhor amigo, e a cachaça sua melhor conselheira!! Vive do lixo, de fraudes e do erro habitual acometido pela língua! Começa a ter progressos, mas, logo, a sociedade o recrimina!! A visão é terrivelmente animalesca, suja e exacerbada! Não se conhece a raiz de seu problema, uma vez que não se sabe a quem deva se espelhar!" 

                                                                   Gláucia Cardoso